Sindsprev: Assembleia discutirá a paralisação nacional do dia 15 de março

O momento é de desmacarar o governo golpista de Temer  e mostrar à sociedade que ela foi e

Escrito por: Wedja Gouveia da Redação. do Sindsprev/PE. • Publicado em: 08/03/2017 - 11:30 Escrito por: Wedja Gouveia da Redação. do Sindsprev/PE. Publicado em: 08/03/2017 - 11:30

O Sindsprev-PE convoca  toda categoria para participar de Assembleia Geral nesta sexta-feira, dia 10/03, a partir das 15h, no auditório do Sindicato. Na oportunidade, vamos discutir a preparação do Dia Nacional de Paralisação que abre o calendário de mobilizações da CUTcontra a Reforma da Previdência Social. 

 

No dia 15 de março, os trabalhadores precisam ir às ruas contra o fim da aposentadoria e barrar esse retrocesso e a retirada de outros direitos impostos pelo Governo Temer.  A proposta do governo feita sem discussão com a sociedade civil pretende igualar a idade mínima de 65 anos entre homens e mulheres  e 49 anos de contribuição ininterruptas. 

O momento é de desmacarar o governo golpista de Temer  e mostrar à sociedade que ela foi enganada. A campanha  de que a mudança de governo melhorava a economia era uma mentira. A vida das pessoas piorou com o aumento do desemprego e com o agravamento da crise econômica. 

Nossa categoria sempre lutou e continuará lutando pelos seus direitos e reinvidicações . A participação de cada um é importante nesta assembleia e na luta!

Título: Sindsprev: Assembleia discutirá a paralisação nacional do dia 15 de março, Conteúdo: O Sindsprev-PE convoca  toda categoria para participar de Assembleia Geral nesta sexta-feira, dia 10/03, a partir das 15h, no auditório do Sindicato. Na oportunidade, vamos discutir a preparação do Dia Nacional de Paralisação que abre o calendário de mobilizações da CUTcontra a Reforma da Previdência Social.    No dia 15 de março, os trabalhadores precisam ir às ruas contra o fim da aposentadoria e barrar esse retrocesso e a retirada de outros direitos impostos pelo Governo Temer.  A proposta do governo feita sem discussão com a sociedade civil pretende igualar a idade mínima de 65 anos entre homens e mulheres  e 49 anos de contribuição ininterruptas.  O momento é de desmacarar o governo golpista de Temer  e mostrar à sociedade que ela foi enganada. A campanha  de que a mudança de governo melhorava a economia era uma mentira. A vida das pessoas piorou com o aumento do desemprego e com o agravamento da crise econômica.  Nossa categoria sempre lutou e continuará lutando pelos seus direitos e reinvidicações . A participação de cada um é importante nesta assembleia e na luta!



Informativo CUT PE

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.