Seminário Regional discute a Plataforma da Classe Trabalhadora

Vale registrar que os nove estados do Nordeste estiveram representados no evento que contou com a presença da secretária Nacional de Formação da CUT, Rosane Bertotti.

Escrito por: Assessoria de Imprensa da CUT-PE • Publicado em: 17/07/2018 - 17:53 • Última modificação: 25/07/2018 - 11:05 Escrito por: Assessoria de Imprensa da CUT-PE Publicado em: 17/07/2018 - 17:53 Última modificação: 25/07/2018 - 11:05

CUT-PE

Nesta terça-fera, 17 de julho, a Escola de Formação da CUT lançou a "Plataforma da Classe Trabalhadora", dentro do Seminário Regional da Rede de Formação do Nordeste. O evento foi realizado no período da manhã, no Centro de Formação e Lazer (CFL) do Sindsprev -PE - BR-101 Norte, situado no bairro da Guabiraba/Recife. Vale registrar que os nove estados do Nordeste estiveram representados no evento, que contou também com a presença da secretária Nacional de Formação da CUT, Rosane Bertotti.

O presidente da CUT Pernambuco, Paulo Rocha, esteve presente no seminário destacou que este ano será desafiador e decisivo para a sociedade brasileira. "Precisamos mudar a correlação de forças no que se refere à representação parlamentar, em âmbitos municipal, estadual e federal. As forças reacionárias possuem o domínio em todas essas esferas, impondo uma agenda de retrocessos e de retirada de direitos, nunca vista antes na historia da república", enfatizou.

Título: Seminário Regional discute a Plataforma da Classe Trabalhadora, Conteúdo: Nesta terça-fera, 17 de julho, a Escola de Formação da CUT lançou a Plataforma da Classe Trabalhadora, dentro do Seminário Regional da Rede de Formação do Nordeste. O evento foi realizado no período da manhã, no Centro de Formação e Lazer (CFL) do Sindsprev -PE - BR-101 Norte, situado no bairro da Guabiraba/Recife. Vale registrar que os nove estados do Nordeste estiveram representados no evento, que contou também com a presença da secretária Nacional de Formação da CUT, Rosane Bertotti. O presidente da CUT Pernambuco, Paulo Rocha, esteve presente no seminário destacou que este ano será desafiador e decisivo para a sociedade brasileira. Precisamos mudar a correlação de forças no que se refere à representação parlamentar, em âmbitos municipal, estadual e federal. As forças reacionárias possuem o domínio em todas essas esferas, impondo uma agenda de retrocessos e de retirada de direitos, nunca vista antes na historia da república, enfatizou.



Informativo CUT PE

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.