Mobilização em defesa do serviço público, nesta quarta (23), no Ministério do Trabalho

A atividade tem também como bandeira a defesa do serviço público como um todo, a luta pela democracia e contra os desmandos do governo Temer.

Escrito por: Ascom Sindsep-PE • Publicado em: 22/05/2018 - 11:40 • Última modificação: 22/05/2018 - 11:43 Escrito por: Ascom Sindsep-PE Publicado em: 22/05/2018 - 11:40 Última modificação: 22/05/2018 - 11:43

Sindsep-PE

Há três meses com a Campanha Salarial nas ruas e sem qualquer avanço nas negociações com o governo, o Sindsep-PE realiza um ato público nesta quarta-feira, dia 23 de maio. A mobilização será em frente ao Ministério do Trabalho, na avenida Agamenon Magalhães, a partir das 8h. A atividade tem também como bandeira a defesa do serviço público como um todo, a luta pela democracia e contra os desmandos do governo Temer, que retrocedeu.

Para o coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira, a mobilização é necessária para conscientizar a sociedade sobre os riscos do ataque ao serviço público. ““Não vamos nos calar diante do caos instalado no país, a partir da aprovação da  Emenda Constitucional 95, que congelou as políticas públicas por 20 anos, e da reforma trabalhista, que destrói direitos históricos da classe trabalhadora”, salienta o sindicalista.

“É preciso que os servidores também, enquanto categoria, se conscientizem desses retrocessos e se mo-bilizem. Corremos o risco de amargar mais um ano que arrocho salarial e só iremos reverter essa situação se formos à luta. Os nossos avanços serão proporcionais a nossa mobilização”, frisa José Carlos de Oliveira.

Título: Mobilização em defesa do serviço público, nesta quarta (23), no Ministério do Trabalho, Conteúdo: Há três meses com a Campanha Salarial nas ruas e sem qualquer avanço nas negociações com o governo, o Sindsep-PE realiza um ato público nesta quarta-feira, dia 23 de maio. A mobilização será em frente ao Ministério do Trabalho, na avenida Agamenon Magalhães, a partir das 8h. A atividade tem também como bandeira a defesa do serviço público como um todo, a luta pela democracia e contra os desmandos do governo Temer, que retrocedeu. Para o coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira, a mobilização é necessária para conscientizar a sociedade sobre os riscos do ataque ao serviço público. ““Não vamos nos calar diante do caos instalado no país, a partir da aprovação da  Emenda Constitucional 95, que congelou as políticas públicas por 20 anos, e da reforma trabalhista, que destrói direitos históricos da classe trabalhadora”, salienta o sindicalista. “É preciso que os servidores também, enquanto categoria, se conscientizem desses retrocessos e se mo-bilizem. Corremos o risco de amargar mais um ano que arrocho salarial e só iremos reverter essa situação se formos à luta. Os nossos avanços serão proporcionais a nossa mobilização”, frisa José Carlos de Oliveira.



Informativo CUT PE

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.