Mensagem nas redes sociais espalha áudio falso de Lula sobre Palocci

Nova tentativa de desmoralizar Lula foi desmascarada até por matérias do G1 e da Veja.

Escrito por: Redação RBA • Publicado em: 11/09/2017 - 11:14 Escrito por: Redação RBA Publicado em: 11/09/2017 - 11:14

Desde sexta-feira (8), circula pela internet uma mensagem contendo um áudio que simula uma conversa entre Lula e o ex-presidente nacional do PT, Rui Falcão. O tema do falso diálogo é o depoimento dado por Antonio Palocci ao juiz Sérgio Moro, na quarta-feira (6). A conversa, porém, nunca existiu e é mais uma das mentiras que têm sido divulgadas com o objetivo de colocar a opinião pública contra o ex-presidente, seu partido e, por tabela, as forças progressistas do país, estimulando o ódio e a intolerância. A farsa foi desmascarada até por veículos da mídia tradicional, como G1 e Veja, que publicaram textos para desacreditar seu conteúdo.

A mensagem divulga de forma enganosa que trata-se de um grampo. Apesar do esforço do imitador, a voz no áudio claramente não é a do ex-presidente Lula. Além disso, a voz de Rui Falcão não aparece em nenhum momento da faixa. Fosse uma interceptação telefônica das autoridades, a voz do interlocutor também poderia ser ouvida.

No áudio, de cerca de três minutos, o homem que tenta se passar por Lula se mostra nervoso, enquanto ao fundo se ouve um noticiário que aborda o depoimento de Palocci. Em meio a muitos palavrões, ele se queixa da fala do ex-ministro ao "justiceiro" Sérgio Moro e chega a dizer que "ninguém teve coragem de acabar com esse cara".

Além da voz deixar claro que se trata de uma imitação, há um erro logo no início da mensagem, que diz que a conversa "interceptada" teria se dado “no momento da notícia da delação do Palocci”. Ocorre que o ex-ministro de Dilma e Lula ainda não assinou um acordo de delação premiada, embora saiba-se que ele negocia um.

Outra informação inverídica na mensagem: a voz diz que Palocci está preso "há mais de um ano". Na verdade, ele foi detido em 26 de setembro de 2016. O período de detenção ainda não completou 12 meses.

A tentativa de desmoralizar Lula foi desmascarada em matéria publicada pelo G1."Um áudio acompanhado de uma mensagem que diz que o ex-presidente Lula foi grampeado falando ao telefone com o ex-presidente do PT sobre o depoimento dado por Antonio Palocci ao juiz Sérgio Moro tem bombado nas redes, principalmente no WhatsApp. Mas a voz não é de Lula. A mensagem tem logo em seu enunciado um equívoco", escreveu o portal.

Para o Instituto Lula, o áudio forjado é, na verdade, "mais um elemento que integra a campanha de desinformação levada adiante pelos adversários da esquerda e dos governos do PT."

Com reportagem do Portal Vermelho

 

Título: Mensagem nas redes sociais espalha áudio falso de Lula sobre Palocci, Conteúdo: Desde sexta-feira (8), circula pela internet uma mensagem contendo um áudio que simula uma conversa entre Lula e o ex-presidente nacional do PT, Rui Falcão. O tema do falso diálogo é o depoimento dado por Antonio Palocci ao juiz Sérgio Moro, na quarta-feira (6). A conversa, porém, nunca existiu e é mais uma das mentiras que têm sido divulgadas com o objetivo de colocar a opinião pública contra o ex-presidente, seu partido e, por tabela, as forças progressistas do país, estimulando o ódio e a intolerância. A farsa foi desmascarada até por veículos da mídia tradicional, como G1 e Veja, que publicaram textos para desacreditar seu conteúdo. A mensagem divulga de forma enganosa que trata-se de um grampo. Apesar do esforço do imitador, a voz no áudio claramente não é a do ex-presidente Lula. Além disso, a voz de Rui Falcão não aparece em nenhum momento da faixa. Fosse uma interceptação telefônica das autoridades, a voz do interlocutor também poderia ser ouvida. No áudio, de cerca de três minutos, o homem que tenta se passar por Lula se mostra nervoso, enquanto ao fundo se ouve um noticiário que aborda o depoimento de Palocci. Em meio a muitos palavrões, ele se queixa da fala do ex-ministro ao justiceiro Sérgio Moro e chega a dizer que ninguém teve coragem de acabar com esse cara. Além da voz deixar claro que se trata de uma imitação, há um erro logo no início da mensagem, que diz que a conversa interceptada teria se dado “no momento da notícia da delação do Palocci”. Ocorre que o ex-ministro de Dilma e Lula ainda não assinou um acordo de delação premiada, embora saiba-se que ele negocia um. Outra informação inverídica na mensagem: a voz diz que Palocci está preso há mais de um ano. Na verdade, ele foi detido em 26 de setembro de 2016. O período de detenção ainda não completou 12 meses. A tentativa de desmoralizar Lula foi desmascarada em matéria publicada pelo G1.Um áudio acompanhado de uma mensagem que diz que o ex-presidente Lula foi grampeado falando ao telefone com o ex-presidente do PT sobre o depoimento dado por Antonio Palocci ao juiz Sérgio Moro tem bombado nas redes, principalmente no WhatsApp. Mas a voz não é de Lula. A mensagem tem logo em seu enunciado um equívoco, escreveu o portal. Para o Instituto Lula, o áudio forjado é, na verdade, mais um elemento que integra a campanha de desinformação levada adiante pelos adversários da esquerda e dos governos do PT. Com reportagem do Portal Vermelho  



Informativo CUT PE

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.