Decisão sobre o aborto é da mulher, diz 64% da população

ONG Católicas pelo Direito de Decidir lança ebook com pesquisa sobre aborto

Escrito por: RBA Redação • Publicado em: 01/11/2017 - 14:47 Escrito por: RBA Redação Publicado em: 01/11/2017 - 14:47

ONG Católicas pelo Direito de Decidirlançou um ebook com os dados de uma pesquisa de opinião pública sobre aborto e educação sexual nas escolas. De acordo com levantamento do Ibope Inteligência, realizado em fevereiro de 2017, 64% dos brasileiros entendem que a decisão a respeito do aborto deve ser da própria mulher.

Rosângela Talib, psicóloga e mestra em Ciências da Religião, destaca a importância dos números. "A maioria da população brasileira, de acordo com a pesquisa, acredita que uma mulher que fez um aborto não deve ser presa. Os brasileiros entendem que a decisão sobre aborto deve ser feita pela própria mulher", afirma, em entrevista a Marilu Cabañas e Glauco Faria, na Rádio Brasil Atual.

Para a psicóloga, em um momento de ofensiva fundamentalista sobre os corpos e vidas das mulheres, o material é fundamental para apoiar debates, conversas, pesquisas e ações que promovam mudança de mentalidade.

"Quanto mais a gente conversa com as pessoas, mais elas podem entender que as mulheres decidirem sobre seu corpo é um direito delas. Esses debates fazem com que a população reflita. As pesquisas mostram que a aceitação é cada vez maior", explica.

 

 

 

Título: Decisão sobre o aborto é da mulher, diz 64% da população, Conteúdo: A ONG Católicas pelo Direito de Decidirlançou um ebook com os dados de uma pesquisa de opinião pública sobre aborto e educação sexual nas escolas. De acordo com levantamento do Ibope Inteligência, realizado em fevereiro de 2017, 64% dos brasileiros entendem que a decisão a respeito do aborto deve ser da própria mulher. Rosângela Talib, psicóloga e mestra em Ciências da Religião, destaca a importância dos números. A maioria da população brasileira, de acordo com a pesquisa, acredita que uma mulher que fez um aborto não deve ser presa. Os brasileiros entendem que a decisão sobre aborto deve ser feita pela própria mulher, afirma, em entrevista a Marilu Cabañas e Glauco Faria, na Rádio Brasil Atual. Para a psicóloga, em um momento de ofensiva fundamentalista sobre os corpos e vidas das mulheres, o material é fundamental para apoiar debates, conversas, pesquisas e ações que promovam mudança de mentalidade. Quanto mais a gente conversa com as pessoas, mais elas podem entender que as mulheres decidirem sobre seu corpo é um direito delas. Esses debates fazem com que a população reflita. As pesquisas mostram que a aceitação é cada vez maior, explica.      



Informativo CUT PE

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.